Fortaleza sedia congresso de corretores de imóveis


Brasil: hora de mudar é agora. Sob este tema, a capital cearense sediará, de 4 a 6 de setembro, o maior evento voltado à categoria dos corretores de imóveis no Brasil. Falamos do Congresso Nacional de Corretores de Imóveis (Conaci), que, em sua 27ª edição, acontecerá no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. A última edição do Conaci foi em setembro de 2016, em Bonito, Mato Grosso do Sul, e reuniu mais de 800 corretores de imóveis.
Ao longo de sua história de 61 anos, depois de passar por mais de uma dezena de cidades brasileiras, o Conaci chega à sua 27ª edição, como um formidável palco de reivindicações e conquistas, bem como atualização e reciclagem dos profissionais da área sobre o mercado.
O Conaci precede à própria fundação da Fenaci, pois sua 1ª edição aconteceu em 1957, na cidade do Rio de Janeiro, graça a um grupo de seis sindicatos da categoria existentes à época. A própria regulamentação da categoria foi uma das sementes plantadas pelo Conaci.

DE OLHO NO FUTURO  O tema do Congresso esse ano, segundo o presidente da Fenaci, Joaquim Ribeiro, “girará em torno da ideia de se estar preparado para romper com o passado, para não perder espaço no futuro. Afinal, vivemos tempos de transformações cada vez mais acentuadas tecnologicamente, sendo necessário estar em permanente busca de atualização e aprimoramento”.
Cristina Chaul, presidente do Sindimóveis-CE; José Maria Cavalcante Lima, vice-presidente da Fenaci; e Joaquim Ribeiro, presidente
Estruturado sob a chancela da Fenaci e do Sindicato dos Corretores de Imóveis do Estado do Ceará (Sindimóveis/CE), o XXVII Conaci reunirá, além de corretores do Brasil inteiro, personalidades marcantes do mercado, para debater tendências e rumos para a indústria imobiliária nacional.
O Sindimóveis-CE é presidido por Maria Cristina Chaul Barbosa e tem, entre os integrantes de sua diretoria, 1º vice-presidente da Fenaci, José Maria Cavalcante Lima.
O Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, possui uma área total superior a 176 mil m², dos quais 69 mil m² são disponíveis para locação. Com ambientes climatizados e isolados acusticamente, o Centro de Eventos Ceará pode acomodar até 44 eventos simultaneamente.
Fique atento. Em breve teremos informações pormenorizadas sobre programação e inscrições em www.conaci.com.br e em www.fenaci.org.br, bem como em nossos canais no Facebook, Twitter e YouTube.
MAIS INFORMAÇÕES E AGENDAMENTO DE ENTREVISTAS:

ANTONIO MARCOS SOLDERA
(11) 3424.8089 (fixo TIM)
(11) 3221.9981 (fixo VIVO)
(11) 98131.8243 (TIM celular - WhatsApp)
(11) 97422.1270 (VIVO celular)
www.maioeditorial.com

Aplicativo ajuda síndico a gerir condomínio HIS


Embora ainda tenhamos no país um déficit próximo de 6 milhões de unidades, muito se tem avançado no combate à falta de moradias com programas como o Minha Casa Minha Vida, de caráter nacional, e outros regionalizados, como CDHU, Cohab e Cingapura. Com fortes subsídios para sua aquisição, as chamadas Habitações de Interesse Social (HIS) multiplicam-se pelo país, em grande parte agrupadas em condomínios. Só no Estado de São Paulo estima-se que cerca de 5 milhões de pessoas morem em condomínios HIS.
Como não despertam o interesse comercial de empresas que atuam na área, a administração de condomínios HIS fica nas mãos dos próprios síndicos, que muitas vezes não conseguem não conseguem dar conta do recado, podendo levar o empreendimento à degradação.
Com vistas a facilitar a vida de tais síndicos, um grupo de empreendedores lançou no mercado o SmartSíndico, um aplicativo para smartphones que oferece todas as ferramentas necessárias para a correta administração condominial HIS, de forma simples, barata, prática e eficiente.
Segundo Laerte Temple, um dos sócios da startup desenvolvedora do aplicativo, o grupo é formado por especialistas em administração condominial. “O SmartSíndico tem grande impacto social, pois atende plenamente o modelo de gestão desenvolvido para o Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID – pelos próprios sócios da startup, que depois o implementaram em milhares de unidades, muitas delas de CDHU e Cohab”.
“Já treinamos técnicos e moradores para as prefeituras de São Paulo e São Bernardo do Campo e publicarmos livros e manuais sobre o assunto. O SmartSíndico é a versão digital deste modelo de administração, que permite atingir grande escala a baixo custo, oferecendo maior qualidade de vida a milhões de moradores desse tipo de condomínio”, explica Cássio Thut, outro sócio.
CONDOMÍNIO NA PALMA DA MÃO – Além de facilitar as tarefas administrativas e financeiras a cargo do síndico, o aplicativo permite que todos os moradores tenham acesso às informações de seu condomínio, como prestação de contas, inadimplência, dentre outras. O SmartSíndico, destaca Guilherme Ribeiro, também sócio, “permite suporte aos aspectos legais que envolvem a administração do condomínio, bem como reforça a transparência na gestão. O aplicativo propicia ainda a comunicação entre síndico e moradores, a disseminação de informações técnicas e sociais úteis, além de videoaulas sobre condomínio e assuntos de interesse geral”.
Inicialmente disponível para Android, o aplicativo poderá, entre outras funções, desenvolver as seguintes tarefas: cadastramento do condomínio, blocos, unidades e moradores; emissão de boletos e recibos; fazer o rateio de cotas ordinárias e extraordinárias; rateio da individualização do consumo de água, lançar contas a pagar; registrar contas pagas, preparar pasta de prestação de contas, relação de inadimplentes, relatórios gerenciais; emitir avisos, convocações e comunicados.
O SmartSíndico foi selecionado pelo programa Pitch Gov SP como solução para desafios na área habitacional. Vem sendo apoiado pela Estação Hack, primeiro centro de inovação do Facebook no mundo, com aceleração da Artemísia, e também pelo programa SP Stars, da Prefeitura de São Paulo.
Em www.smartsindico.com.br é possível baixar gratuitamente o aplicativo para melhor conhecer suas funcionalidades.
MAIS INFORMAÇÕES E AGENDAMENTO DE ENTREVISTAS:
ANTONIO MARCOS SOLDERA

(11) 3424.8089 (fixo TIM)
(11) 3221.9981 (fixo VIVO)
(11) 98131.8243 (TIM celular - WhatsApp)
(11) 97422.1270 (VIVO celular)
www.maioeditorial.com

Reportagem sobre moradia dá prêmio a jornalista

Por reportagem publicada no jornal Cruzeiro do Sul, onde atuou de fevereiro a agosto de 1994, recebeu recebeu prêmio anual da Prefeitura Municipal de Sorocaba. “Moradores fazem declaração de amor ao centro” foi considerada a melhor reportagem do ano. O prêmio foi entregue em janeiro de 1996, em solenidade realizada no Paço Municipal de Sorocaba, com a presença do então prefeito Paulo Mendes. Veja recortes abaixo, do jornal Papyros, de Boituva, e do próprio Cruzeiro do Sul:

Saiba mais sobre o criador da Maio Editorial

ANTONIO MARCOS SOLDERA
 Graduação em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, São Paulo/SP (1978)
 Pós-graduação latu sensu em Negócios Imobiliários pela Fundação Armando Alvares Penteado (Faap), São Paulo/SP (2008)

Atuação profissional
Copidesque Sênior - Folha Universal (1/8/2011 - 21/1/2014)
Assessor de Imprensa da AsBEA - Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura. (31/3/2010 - 15/2/2011)
Gerente de Imprensa do Secovi-SP - Sindicato da Habitação. Na entidade, que representa o setor imobiliário, coordenou equipe de sete profissionais – cinco dos quais jornalistas – integrantes da Assessoria de Imprensa, e, entre outras responsabilidades, ocupou o cargo de editor das revistas da entidade – Secovi-SP Condomínios e Guia Imóveis – , publicações respectivamente mensal e bimensal, com tiragens de 30 mil exemplares cada. (4/2/2004 -26/1/2009)
Assessor de Imprensa na Coordenadoria Geral de Imprensa da Secretaria Municipal de Comunicação e Informação Social da Prefeitura de São Paulo (gestão Marta Suplicy). Coordenava o relacionamento entre subprefeituras e jornais de bairro, coeditava o noticiário do portal da Prefeitura e o boletim eletrônico Cidade em Notícia. (30/8/2002-3/2/2004)
Assessor de Imprensa do vereador Antonio Goulart, na Câmara Municipal de São Paulo. Além de intermediar a relação do parlamentar com a mídia, cuidava também das publicações do gabinete, como boletins e livretos, e era responsável pela alimentação do site oficial do vereador. (18/1//2000-30/8/2002)
Assistente de Comunicação na Universidade Bandeirante de São Paulo (Uniban), onde produzia e editava 20 boletins semanais, que iam ao ar em quatro edições diárias pela Rádio Bandeirantes AM/FM. Atuou também como redator da “Folha Universitária”, um tablóide semanal de 12 páginas e tiragem de 20 mil exemplares, distribuído nos quatro campi da universidade. (27/5/1998-21/1/2000)
Redator da Assessoria de Imprensa do Secovi-SP . Foi redator, repórter e subeditor da revista mensal Indústria Imobiliária/Produção & Mercado, e editor do Informativo Secovi-SP, publicação também mensal, dirigida aos setores de condomínio, locação e administração de imóveis.(1/8/1994-26/5/1998)
Repórter da Editoria de Cadernos Especiais do jornal diário Cruzeiro do Sul, de Sorocaba/SP, de fevereiro a julho de 1994. Por reportagem publicada no jornal Cruzeiro do Sul, recebeu prêmio anual da Prefeitura Municipal de Sorocaba. “Moradores fazem declaração de amor ao centro” foi considerada a melhor reportagem do ano. (1/2-1/8/1994)
Sócio-gerente da AMS Comunicações, empresa constituída em abril de 1989, em Boituva/SP, com o objetivo social de prestar serviços de assessoria de comunicação. Entre as contas da empresa neste período, as prefeituras de Boituva e de Iperó, cidades situadas na região de Sorocaba. (1989-1993)
Repórter do jornal Notícias Populares, de São Paulo/SP (10/5/1984-20/2/1989)
Redator do jornal Diário do Comércio, de São Paulo/SP (17/9/1986-4/8/1988)

MUNDO AGORA